Notícias Gerais

Começa, em Foz do Iguaçu, a Semana de Mobilização de Combate ao Tráfico de Pessoas


Começou nesse sábado (22) a Semana Coração Azul, de Mobilização de Combate ao Tráfico de Pessoas – evento com uma série de atividades programadas para acontecer em diferentes pontos de Foz do Iguaçu, com o objetivo de chamar a atenção para o problema.

A programação termina em 30 de julho, Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

A Itaipu apoia a ação e, no próximo sábado (29), receberá, no Centro de Recepção de Visitantes (CRV), as intervenções teatrais do grupo Jovens com uma Missão (Jocum) e a exibição de depoimentos de vítimas de tráfico por meio de óculos de realidade virtual, que mostra os vídeos em 360 graus. As mesmas intervenções acontecerão em vários locais da cidade, durante esta semana.

O aplicativo que reúne as histórias é uma iniciativa da ONG 27 Million e do projeto Awake de Realidade Virtual, com o apoio do Ministério Público do Trabalho de Foz do Iguaçu e da Itaipu.

A Binacional também apoia, pelo terceiro ano consecutivo, o Seminário Internacional da Tríplice Fronteira, que acontece na Unioste, na quinta (27) e sexta-feira (28). O objetivo do seminário é integrar Brasil, Argentina e Paraguai no combate ao tráfico de pessoas. O Seminário é realizado pela Cáritas, Unioeste e Fórum Permanente de Combate ao Tráfico de Pessoas (FICA).

As inscrições como ouvinte são feitas pelo e-mail fica3seminario@gmail.com. É preciso enviar os seguintes dados: Nome Completo, CPF, Data de Nascimento, E-mail e instituição a que está vinculado. Mais informações no site do evento.

Coração Azul
O objetivo da campanha Coração Azul é encorajar a participação das pessoas e servir de inspiração para medidas que ajudem a acabar com o tráfico de humano. O azul foi escolhido pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) por representar a liberdade e, ao mesmo tempo, a tristeza das vítimas.

No Brasil, a campanha foi lançada em maio de 2013, com o lema “Ajude a combater esse crime: liberdade não se compra. Dignidade não se vende”. Uma das preocupações do País é alertar e prevenir que mais mulheres, especialmente, sejam vítimas do tráfico internacional de pessoas.

Além do tráfico humano, a campanha tem como missão a prevenção e o combate ao trabalho análogo ao de escravo, à servidão doméstica, à remoção de órgãos e à adoção ilegal. Veja mais informações no site oficial da campanha.

fotos de arquivo da intervenção teatral do Jocum e, também, a programação das atividades da semana.

Créditos das fotos: Nilton Rolin/Itaipu Binacional.