PUBLICIDADE

Com investimento da Itaipu, Aeroporto de Foz ganha maior pista de pouso do Sul do País

O presidente Jair Bolsonaro participou da solenidade de entregas das obras, na manhã desta quarta-feira (7). Investimento da binacional foi de cerca de RS 43 milhões.

Em dia de leilão dos aeroportos na Bolsa de Valores (B3), o presidente Jair Bolsonaro participou, nesta quarta-feira (7), de uma solenidade que marcou o término da obra civil de ampliação da pista do Aeroporto Internacional das Cataratas, em Foz do Iguaçu (PR). A obra teve um investimento de R$ 53,9 milhões, sendo 80% do valor repassado pela Itaipu Binacional e os outros 20% pela Infraero. Agora com 2.795 metros de comprimento, terminal iguaçuense passa a ter a maior pista de pousos e decolagens do Sul do País.

Participaram da cerimônia, além do presidente Bolsonaro, o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior; o presidente da Infraero, tenente-brigadeiro do Ar Hélio Paes de Barros Júnior; o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna – que transmitiu o cargo nesta quarta-feira ao general João Francisco Ferreira; ministros de Estado, deputados federais e outras autoridades.

“O Paraná está de parabéns, agora vai receber voos do mundo todo. Foz do Iguaçu é uma cidade com uma vocação enorme para o turismo, dado que tem uma das grandes maravilhas do mundo, as Cataratas. Tenho certeza que todo mundo ganhará com isso, não apenas o município, mas o estado e o Brasil”, afirmou Bolsonaro.

Para o governador Ratinho Junior, o investimento da Itaipu Binacional e a parceria entre município, estado e país foram fundamentais para a conclusão da obra. “Hoje estamos entregando uma obra com antecedência, sem questionamentos, que vai ficar à disposição da população e que elevou o patamar do aeroporto de Foz do Iguaçu”, disse Ratinho.

O Aeroporto Internacional Cataratas foi um dos quatro terminais aéreos paranaenses que integraram o Bloco Sul, que foi arrematado por R$ 2,128 bilhões, um ágio de 1.534% (ou quase 16 vezes mais) da proposta mínima. O lance foi dado pela Companhia de Participações em Concessões, do grupo CCR. “Possivelmente, na Bolsa de Valores hoje, não teríamos chegado a esse valor de R$ 2 bilhões se não tivéssemos a maior pista do Sul do Brasil que estamos inaugurando hoje”, concluiu o governador.

As obras

A ampliação da pista de pouso foi de mais 600 metros de comprimento, passando de 2.195 metros para 2.795 metros, a maior do Sul do País. Para as obras, foram movimentados mais de 110 milhões de m³ de material; 17 mil caminhões participaram da empreitada. Agora é possível aumentar o número de cidades atendidas sem escalas a partir de Foz do Iguaçu, com a possibilidade de voos para a América Central e Estados Unidos.

Além da ampliação da pista, outras duas obras fazem parte das melhorias no aeroporto de Foz. A expansão do pátio de aeronaves, com investimento de R$ 9 milhões, foi concluída em março deste ano. A intervenção garantiu mais quatro posições de estacionamento de aeronaves comerciais, aumentando a capacidade de atendimento em 57%.

Outras melhorias, também realizadas em parceria entre Infraero e Itaipu, foram a duplicação da via de acesso ao aeroporto e a implantação de ciclovia, concluídas em outubro de 2020. Com investimento de R$ 6,14 milhões, as obras têm o objetivo de aprimorar a fluidez nas chegadas e saídas de veículos no terminal e garantir segurança aos ciclistas.

Fotos: Kiko Sierich / PTI

Facebook
Google+
Twitter