Turismo

Encontro em Foz  do Iguaçu define pauta para fortalecer hotelaria e gastronomia


A reunião técnica de trabalho contou com a participação de dirigentes da FBHA, da Contratuh, da Paraná Turismo, além de representantes de seis sindicatos paranaenses do setor

Políticas públicas para o desenvolvimento da hotelaria e gastronomia, fomento do turismo, divulgação dos destinos e fortalecimento dos sindicatos. Estes foram os principais temas discutidos no encontro que reuniu lideranças nacionais, estaduais e municipais, realizado no Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindhotéis).

A reunião técnica de trabalho contou com a participação de dirigentes da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (Contratuh), da Paraná Turismo, além de representantes de seis sindicatos paranaenses do setor, na sexta-feira, 15, em Foz do Iguaçu.

“Estamos em contato permanente com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Apresentamos uma pauta de trabalho que prioriza aprovação do projeto de lei “Brasil Mais Turismo”, que inclui Lei Geral do Turismo, abertura do setor de 100% para o capital estrangeiro e converter Embratur em agência de fomento”, contou o presidente da FBHA, Alexandre Sampaio.

Já o presidente do Sindhotéis, Neuso Rafagnin, destacou que a iniciativa privada paranaense tem investido em melhorias no segmento e reivindicou celeridade na infraestrutura que depende do poder público. “Em Foz precisamos da ampliação do Aeroporto Cataratas, duplicação das rodovias 469 e 277, bem como construção de viadutos e rapidez no tráfego fronteiriço”, exemplificou.

O diretor-presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehl, por sua vez, garantiu que o governador Ratinho Junior tem priorizado investimentos para “o desenvolvimento da indústria turística”. Nessa linha, o secretário municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla, disse que o governador assumiu, no dia 14, a duplicação da Rodovia das Cataratas.

Modelo para o país

Entre os resultados do evento no Sindhotéis está o protocolo de intenções assinado pelo presidente da FBHA, Alexandre Sampaio; o presidente da Contratuh, Wilson Pereira; e dirigentes de sindicatos do Paraná. A minuta pretende modernizar as negociações entre a classe empresarial e laboral para garantir o fortalecimento das entidades pós-reforma trabalhista (que alterou a forma de arrecadação sindical).

Um dos caminhos propostos é aumentar o rol de serviços prestados às empresas e benefícios aos trabalhadores como forma de garantir equilíbrio social, valorização do trabalhador e sustentabilidade das empresas. “Em Minas Gerais, por exemplo, temos um modelo de boas práticas para ampliar representatividade do setor visando prover recursos adequados para sobrevivência dos sindicatos”, contou Sampaio.

O presidente do Sindhotéis Londrina, Alzir Bocchi, frisou que o encontro permitiu conhecer a realidade, as dificuldades e as soluções encontradas em diferentes municípios. Presidente do Sindhotéis dos Campos Gerais, Rodrigo Baron afirmou que a reunião foi produtiva porque “todos da base ficaram por dentro das grandes discussões nacionais”.

Para o presidente do Sindhotéis de Pato Branco, Kauê Felipe Chicoski, a reunião foi positiva porque permitiu conhecer a estrutura de outros sindicatos patronais. Já o presidente do Sindhotéis de Cascavel, Antonio Marcos Marchiore, enalteceu o avanço nas conversas com a Contratuh. Por fim, o presidente do sindicato de Maringá, Genir Pavan, elogiou a troca de experiência em busca de soluções para a manutenção das entidades.

(Assessoria – Foto: Adilson Borges)