PUBLICIDADE

Foz do Iguaçu vai adotar protocolos de segurança sanitária para atividades turísticas

Medidas de prevenção para a retomada do turismo serão definidas pela Vigilância Sanitária, após ouvir diferentes segmentos representativos do turismo local

 

A pedido do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e das secretarias de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos e da Saúde, o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) iniciou trabalho de coleta de sugestões de todos os segmentos do turismo para subsidiar a equipe técnica da Vigilância Sanitária na elaboração dos protocolos de segurança sanitária.

A iniciativa visa preparar a cidade, que é um dos principais destinos turísticos do Brasil e da América do Sul, para a retomada do setor pós-pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

“Momento exige responsabilidade. O turismo é uma das atividades econômicas mais impactadas pela chegada do novo coronavírus. A retomada das atividades vai ocorrer de forma lenta e gradual, no momento oportuno, quando a pandemia passar, mas deve estar cercada de cuidados com a segurança sanitária dos visitantes e trabalhadores do setor. Até porque, enquanto não surgir uma vacina capaz de garantir imunização, teremos que conviver com crises intermitentes do vírus, que vai ficar circulando por aí”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla. Ele acrescenta que os empreendimentos turísticos serão certificados com um selo de responsabilidade sanitária.

“ Os dados coletados ajudarão na construção da proposta conjunta de um protocolo sanitário envolvendo todo o setor. Com isso avançaremos uma etapa importante para o momento em que houver uma retomada no turismo nacional e internacional ”, explica o presidente do Comtur, Carlos Silva.

“É um momento importante de integração das instituições e empresas do setor de turismo. A criação conjunta de protocolos de segurança sanitária vai permitir que as empresas possam estar preparadas quando houver a retomada das atividades. Estaremos num outro ciclo econômico e as empresas que estiverem ajustadas tendem a desafiar o cenário de crise econômica se mantendo de forma viável”, explica o consultor do Sebrae, Marcelo Padilha.

O questionário
Para participar, os profissionais de turismo devem acessar o link https://forms.gle/3GAcovARGz1o386T6e preencher o formulário com sugestões de boas práticas, que podem fazer parte dos protocolos de segurança sanitária a serem validados pela Vigilância Sanitária.

Os segmentos do turismo foram divididos em várias categorias, para facilitar o envio de contribuições: meios de hospedagens ( Resort/complexos de grande porte, hotéis, pousadas, hostels, albergues),  atrativos turísticos (ao ar livre e em espaços fechados),
eventos (ao ar livre e em espaços fechados), transporte e receptivo turístico (vans, ônibus, táxi, serviços de aplicativos, privado, barco, helicóptero), restaurantes ( a la carte e buffet),  agência de viagens (receptivos e emissivos), profissionais de turismo e turistas.

As contribuições deverão ser enviadas até as 12h, de amanhã, dia 29 de abril. Mais informações com Marcelo Padilha através do telefone 41999736168 ou pelo e-mail lpadilha@pr.sebrae.com.br) ou com Camila Giacomeli através do telefone 459919-1833 ou cgiacomeli@pr.sebrae.com.br).

Facebook
Google+
Twitter