PUBLICIDADE

Itaipu lamenta a morte de onça-parda reintroduzida à natureza

Leôncio, como ficou conhecido o animal, foi reabilitado após resgate de acidente.

 

A Itaipu Binacional lamenta a morte de Leôncio, o jovem puma que passou por processo de reabilitação conduzido por profissionais do Refúgio Biológico Bela Vista da empresa. O óbito foi confirmado no domingo (12) pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap/ICMBio) e anunciado pela entidade. O animal havia sido solto na natureza em 22 de abril, na região oeste do Paraná. Desde então, ele vinha sendo monitorado pelas equipes do Projeto Onças do Iguaçu e do Cenap.

Na última sexta-feira (10), um alerta de mortalidade havia sido emitido pelo colar GPS-Satélite usado pela onça. A causa mais provável foi uma briga fatal com outro puma, provavelmente por disputa territorial. Dados do monitoramento mostram a onça se estabelecendo em uma área adequada e farta de presas às margens do lago de Itaipu. Por conta da diminuição do ritmo de deslocamento, as equipes acreditam que ele estava se preparando para ficar na região onde foi encontrado.

Segundo o Cenap, os relatos de embates fatais entre grandes felinos em vida livre não são raros. Amostras foram recolhidas pela perícia para apuração.

Créditos: Itaipu Binacional.

Facebook
Google+
Twitter