PUBLICIDADE

Jovens do projeto Aprendiz Poesia lançam videoclipe e documentário

Obras farão parte da campanha contra trabalho infantil em Foz do Iguaçu, que acontece no dia 12 de junho.

 

A tarde da segunda-feira (6) foi especial para um grupo de jovens de Foz do Iguaçu. Durante um evento, realizado na sede da Guarda Mirim, eles assistiram ao lançamento do videoclipe de sua música, composta e gravada durante a semana de atividades do Aprendiz Poesia, uma iniciativa da Itaipu Binacional e do Grupo de Trabalho (GT) Aprendizagem.

O clipe está disponível em www.youtube.com/watch?v=oQfkQe4-7tc. O documentário está em www.youtube.com/watch?v=7H93x3pyXM0.

Este é o segundo ano do projeto, que atende jovens assistidos por entidades de proteção social e de aprendizagem, como a Guarda Mirim, e integrantes do Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT), da Itaipu. Entre os dias 23 e 27 de maio, os meninos e meninas participaram de dinâmicas ministradas pelo rapper Renan Inquérito – que também é escritor, poeta, professor e doutor em Geografia – e pelo cantor Pop Black, produtor musical e estudante de Psicologia.

“É uma semana de imersão na qual eles aprendem a se expressar de forma escrita, pela música, pela poesia, pelo rap”, explicou a psicóloga da Guarda Mirim e coordenadora do GT Aprendizagem, Jéssica Aparecida de Oliveira. Segundo ela, a oportunidade dada a esses jovens muitas vezes é única e refletirá na sua perspectiva de mundo. “Uma semana que nunca tiveram antes, com acesso à cultura. Imagina, quem nunca cantou de repente está escrevendo uma música, é algo que vão levar para a vida”.

Essa visão é confirmada pelo estudante Henrique Pereira Leandro Machado, de 15 anos. “Foi legal, eu já tinha contato com música, mas me ajudou a abrir mais, ver que a arte é importante, a vida seria muito chata sem ela”, disse.

Para Vinicius Ortiz, coordenador do PIIT, a diversificação de ações educativas nos programas de aprendizagem ajuda no crescimento e amadurecimento dos jovens participantes. “Essa é a riqueza, para nós é um presente ver a evolução deles”, reforçou.

Campanha contra o trabalho infantil

O vídeoclipe e o documentário sobre o projeto Aprendiz Poesia de 2022 estamparão a campanha do Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, que acontece no dia 12 de junho. Por conta da data, entidades que fazem parte da Rede Proteger – que envolve diferentes instituições da sociedade civil como escolas, organizações governamentais e do terceiro setor – propõem diferentes atividades para conscientizar as pessoas sobre os riscos da exploração da mão de obra de crianças e adolescentes.

“Trabalho infantil é perigoso, seja vendendo balas no semáforo, seja em outra função. O trabalho tira a criança da escola, impede a sua educação, é diferente de lavar uma louça para ajudar a mãe em casa”, afirmou o presidente da Guarda Mirim e coordenador da Rede Proteger, Hélio Cândido do Carmo, lembrando que é preciso demarcar essas diferenças, que muitas vezes são banalizadas nos discursos.

De acordo com ele, toda atividade feita por menores de 16 anos deve ter supervisão e um caráter educativo. “O adolescente pode trabalhar, desde que seja como aprendiz, para que ele receba acompanhamento, possa se desenvolver e se preparar de forma coletiva para o mercado de trabalho”, afirmou, citando o PIIT da Itaipu como um exemplo positivo de projeto que segue essa proposta.

Créditos: Stephanie Nicolli/Itaipu Binacional.

Facebook
Google+
Twitter