Notícias Gerais

Selo Qualidade no Turismo do PR abre novo ciclo em Foz do Iguaçu


Desenvolvido especialmente ao setor, programa inicia turma 2017/2018 no próximo mês; vagas são limitadas a 25 empresas e interessados podem aderir até 24 de maio

Micro e pequenas empresas ligadas ao setor de Turismo em Foz do Iguaçu têm nova oportunidade de diferenciação e desenvolvimento a partir do próximo mês. São 25 vagas para o ciclo 2017/2018 do programa Selo Qualidade no Turismo do Paraná no município e a adesão pode ser feita até o próximo dia 24. Em junho, a nova turma do Selo inicia agenda de capacitações. Inscrições podem ser feitas diretamente no escritório do Sebrae/PR em Foz do Iguaçu, que fica na Rua das Guianas, no 151, no Jardim América, e informações podem ser solicitadas pelo telefone da entidade no município, que é (45) 3521-5300.

Segundo o consultor do Sebrae/PR, Ricardo Flores, no dia do lançamento do novo ciclo, que aconteceu no último dia 10 no Centro de Capacitações do Sindhotéis no município, algumas empresas já preencheram a ficha de adesão. “Como o programa é totalmente focado no setor de turismo, muitos já conhecem e sabem dos resultados que trazem à empresa. É possível, inclusive, que a mesma empresa participe do Selo em anos sequentes, consolidando o seu desenvolvimento”, recomenda.

O Selo Qualidade no Turismo do Paraná é desenvolvido pelo Sebrae/PR em parceria com a Fecomércio PR, Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná (ABIH-PR), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel-PR), Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná (Abav-PR), Associação Brasileira de Empresas de Eventos do Paraná (ABEOC/PR), Paraná Conventions e Paraná Turismo. Em Foz, tem como parceiros locais o Sindhotéis, Sindilojas Foz e Iguassu Convention & Visitors Bureau.

De acordo com o presidente do Sindicato Patronal do Comércio Varejista (Sindilojas) em Foz do Iguaçu, Carlos Nascimento, que representou a Fecomércio PR no lançamento do ciclo 2017/2018 do Selo, o programa é um adendo ao fortalecimento do setor, que é tão importante ao município. “Nos últimos anos, Foz do Iguaçu vem fortalecendo o turismo como mola propulsora de sua economia. As empresas que participam e são reconhecidas com o Selo ajudam a impulsionar o turismo da cidade com a garantia de qualificação que o programa atesta”, sintetiza.

Funcionamento

Para participar do Programa, indica o consultor Ricardo Flores, é preciso que a empresa preencha uma ficha de inscrição que demonstra interesse em participar do Selo Qualidade no Turismo do Paraná. Após o encerramento do período de inscrições, será feita a análise documental das requerentes e, a partir de junho, inicia-se efetivamente o ciclo 2017/2018 com a aplicação do diagnóstico nas 25 empresas participantes.

“As empresas são avaliadas segundo o Modelo de Excelência da Gestão (MEG), da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), além de aplicação de Turista Oculto e um roteiro de conformidade, ao que chamamos de diagnóstico. Com base nesses três diagnósticos, são feitos planos de ação para implementação de melhorias e, ao final do programa, as empresas passam novamente por uma avaliação, esta com a auditoria do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar)”, explica o consultor.

São cerca de quatro meses para colocar o plano de ação em prática que, ao final do processo, deve resultar em crescimento se comparado a avaliação feita no início do Programa. “Além do suporte do Programa Selo Qualidade no Turismo, as empresas participantes também têm acesso direto a outras soluções do Sebrae/PR, como o Sebraetec, um subsídio à inovação para micro e pequenas empresas e também ao programa gratuito Agentes Locais de Inovação (ALI)”, argumenta Ricardo Flores.

Incentivo
Foi por meio do Sebraetec, que o empresário do setor hoteleiro de Foz do Iguaçu, Jaime Mendes, levou qualificação à equipe do empreendimento. “Além do Selo ‘exigir’ que você melhore a qualidade de gestão, ele apresenta ferramentas para melhorar a empresa como um todo. Uma das capacitações que fizemos, com o incentivo do Sebraetec, foi usar as contribuições do ‘turista oculto’ na capacitação das nossas camareiras. Nisso, conseguimos visualizar o que precisava melhorar, do ponto de vista do cliente e melhoramos com apoio das soluções do Sebraetec”, conta.

A prática do “turista oculto” é uma criação do Sebrae/PR para ser aplicada especificamente ao setor de turismo. “É uma adaptação do ‘cliente oculto’, que é aplicado em setores diversos. No caso do turista oculto, um consultor especializado no setor vai até o estabelecimento como um turista comum, sem ser reconhecido como um ‘avaliador’. Entretanto, registra toda sua experiência com quesitos que vão desde o atendimento, prestação de serviços e estrutura do local”, detalha Ricardo Flores, do Sebrae/PR.

Mendes obteve a chancela do Selo Qualidade no Turismo do Paraná no ciclo 2016/2017 do programa e diz que só tem a comemorar. “Valeu muito participar e incentivo a todos as empresas do setor. Hoje temos uma gestão mais controlada, com qualidade, onde conseguimos enxergar os gargalos e necessidades de melhoria com clareza. Sempre investi em treinamentos, mas o Selo, além de ser específico ao turismo, é um programa que te faz correr atrás dos resultados para obter a certificação”, avalia o empresário de Foz do Iguaçu.

Apesar das melhorias terem sido em processos de gestão, salienta Jaime Mendes, houve uma melhora significativa em relação a percepção do cliente com o hotel. “O Hotel Del Rey, mesmo de pequeno porte concorrendo com grandes redes, havia sido apontado pelo TripAdvisor como o 5º melhor hotel para as famílias. Neste ano, somos o segundo melhor de Foz na mesma categoria. Isso prova que os clientes sentem as melhorias que fazemos, mesmo que não as vejam”, observa.

Etapas
O conteúdo do programa é composto por uma série de etapas para elaboração de diagnóstico empresarial, feito com base em questionários respondidos pelos empresários, treinamentos, palestras, avaliações de consultores e visitas técnicas. São avaliados requisitos legais, processos de gestão, sustentabilidade e atendimento, itens de infraestrutura e oferta de serviços.

Ao final, caberá ao Tecpar realizar a análise de conformidade e avaliação das empresas que receberão o reconhecimento do Selo. “As participantes que obtiverem no mínimo 80% de conformidade na avaliação do Tecpar receberão a chancela do Selo Qualidade no Turismo do Paraná. No último ciclo, o Paraná obteve 120 empresas reconhecidas, 18 delas de Foz do Iguaçu”, assinala Ricardo Flores.

Sobre o Sebrae/PR
O Sebrae/PR – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná, criado na década de 1970, é a instituição que mais entende de pequenos negócios e possui a maior rede de atendimento do País. No Estado, conta com 6 regionais, 13 escritórios, e chega aos 399 municípios por meio de Pontos de Atendimento, Salas do Empreendedor e parceiros locais, como associações, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e privados. O Sebrae/PR oferece palestras, consultorias, orientações, capacitações, treinamentos, projetos e programas. Soluções com foco em ambiente de negócios, educação empreendedora, empreendedorismo e gestão, alto potencial, potencialização, liderança e startups.

Informações para a imprensa:
Savannah Comunicação Corporativa- empresa licitada do Sebrae/PR
Assessoria de Imprensa Regional Oeste: Juliana Dotto – (45) 99801-0284
Adriano Oltramari– Jornalista do Sebrae/PR – (41) 3330-5895