PUBLICIDADE

Parada temporária: Polo Astronômico do PTI passa por modernização para melhor atender aos turistas

Últimas visitas ao espaço foram feitas no último domingo, 2. A data de reabertura do atrativo ainda não foi definida.

 

Desde segunda-feira, 3, o Polo Astronômico, um dos atrativos do Complexo Turístico Itaipu (CTI), dentro da usina de Itaipu, está fechado temporariamente. Depois de 11 anos de visitas, pesquisas e atendimentos pedagógicos, o espaço vai passar por uma reestruturação. Novos e modernos equipamentos vão possibilitar uma experiência ainda mais inesquecível dos visitantes ao local.

As últimas visitas ao Polo Astronômico foram feitas no domingo, 2. Nesta semana tiveram o início dos estudos de modernização do espaço. Ainda não há data prevista para o retorno do funcionamento do atrativo, mas a expectativa é que seja o mais breve possível.

Com planetário, observatório e plataforma de observações a olho nu, o polo recebeu desde sua inauguração em 2009 milhares de turistas e alunos de escolas públicas e particulares.

O espaço também passou a ser referência na capacitação de professores no ensino de astronomia, com centenas de docentes certificados; e na pesquisa científica, com a publicação de artigos em revistas da área reconhecidas em todo o mundo.

Melhorias no turismo na Itaipu

A reestruturação do Polo Astronômico faz parte de uma série de ações da usina e do Complexo Turístico Itaipu para a melhoria do turismo na usina. O incentivo ao segmento, carro-chefe da economia de Foz, vocação natural da fronteira, tem como foco beneficiar toda a região.

Entre as mudanças previstas, estão a reforma do Mirante do Vertedouro, iniciada em janeiro deste ano, a do Mirante Central, a adequação do Centro de Recepção de Visitantes e a inserção de tecnologias para garantir uma melhor experiência da visitação e de acessibilidade.

Para evitar qualquer tipo de transtorno, o Complexo Turístico Itaipu vai devolver o valor dos ingressos para quem fez a compra do passeio depois do dia 3 de março.

O CTI estuda a possibilidade de transferir as instalações do Polo para a parte externa do Ecomuseu de Itaipu. Isso possibilitaria uma maior inclusão da visita, já que fica mais próximo da população de Foz e região. Lá já concentrada a Ciência na Esfera e o próprio Ecomuseu, que já é uma atração em si.

Facebook
Google+
Twitter