Turismo

Prefeito de Foz destaca investimentos para expansão do turismo


Se no último ano, Foz do Iguaçu bateu recorde de visitação no Parque Nacional – com quase 2 milhões de visitantes – e viu aumentar a taxa média de permanência do turista de dois dias para quatro, com os novos investimentos em infraestrutura na cidade, dentre eles, a construção da Segunda Ponte Brasil/Paraguai, a Terra das Cataratas deve passar por mais um importante salto de crescimento. Essa é a aposta do prefeito Chico Brasileiro, que na manhã desta quinta-feira (16) participou da abertura oficial do 1º Encontro de Líderes do Turismo em Foz do Iguaçu.

Organizado pela PROMO e Mercado e Eventos, o encontro segue até a sexta, 17, com painéis reunindo representantes do governo federal, bancos nacionais e internacionais e fundos de investimento para falar sobre diretrizes, formatos de captação e estratégias para o desenvolvimento do Brasil através do turismo.

Durante sua participação, Chico Brasileiro falou sobre a importância dos investimentos em infraestrutura para alavancar a mobilidade e potencializar o turismo na cidade. “As melhorias na infraestrutura e logística preparam a cidade para potencializar o turismo, atrair mais investidores, e ampliar as possibilidades do turismo sustentável, cultural, dentre tantas potencialidades que Foz do Iguaçu e a região trinacional apresentam”, garantiu Brasileiro.

De acordo com Brasileiro, o anúncio da construção da 2ª Ponte Brasil/Paraguai e da Perimetral Leste, os investimentos estruturais no aeroporto, com ampliação dos voos e melhoria nas conexões, bem como a interlocução do município junto aos governos do Estado e Federal para a duplicação da Rodovia das Cataratas (BR 469) são fundamentais para tornar a cidade ainda mais atrativa para investimentos no setor e por sua vez, ampliar a visitação de brasileiros e estrangeiros. “Sabemos que cerca de 75% dos visitantes chegam a Foz do Iguaçu por via terrestre. Melhorar a mobilidade com investimento na infraestrutura é fundamental para atrairmos mais visitantes”, acrescentou Brasileiro.

Agenda positiva

A projeção de Brasileiro encontrou ressonância com os posicionamentos dos governos estadual e federal. O Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio afirmou que “Foz do Iguaçu tem um potencial enorme para o turismo, sobretudo na área de eventos. O que precisamos fazer é uma avaliação geral na infraestrutura local em parceria com as secretarias (Estado e Município) para ampliar o recebimento de turistas”, avaliou.

O governador do Paraná, Ratinho Jr, também já sinalizou positivamente pelo apoio a duplicação da 469. A ideia é optar pela estadualização do trecho de pouco mais de 11 quilômetros, com isso aumenta a expectativa para que o Estado assuma o projeto elaborado pelo Fundo Iguaçu. O valor da obra é de R$ 135 milhões.

Estratégia 

Defendendo o turismo como principal motor de desenvolvimento econômico e social de Foz do Iguaçu, o prefeito Chico Brasileiro também abordou acerca das estratégias desenvolvidas pelo governo para ampliar as oportunidades e as potencialidades da cidade que é marcada pela biodiversidade e multiculturalidade.

Durante o evento, Brasileiro falou também sobre as ações junto a agências de fomento internacionais, como a Agencia Francesa para o desenvolvimento do programa “Reiventando Foz” que revitalizará os Rios Iguaçu e Paraná, e todos os seus afluentes.

A implementação do turismo cultural, em crescente expansão mundial, é outra estratégia do governo que deve projetar Foz do Iguaçu. “Agregar valor turístico a todos nossos atributos e potencialidades é o caminho para promover um desenvolvimento econômico e social que impactará em vários setores da cidade, com uma distribuição de riqueza para a cidade e seus moradores”, esclareceu Brasileiro.

(AMN – Foto: Christina Rizzi)