Notícias Gerais

Presenças de Domenico de Masi, Domingos Meireles, Amaury Ribeiro Jr, Matha Medeiros e Erasmo Carlos estão confirmadas no Salão do Livro


O professor e escritor italiano Domenico de Masi confirmou sua presença no V Salão Internacional do Livro de Foz do Iguaçu, que será realizado de 4 a 13 de maio, na Praça das Nações. Também está confirmada a presença do cantor e compositor Erasmo Carlos.

A abertura do Salão do Livro está marcada para às 9 horas do dia 4 de maio, com a palestra de Ana Lee que exibirá o filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, de Glauber Rocha, seguido de palestra. A escritora Anna Lee desenvolveu estudos na Sorbone sobre o premiado diretor brasileiro.

A cerimônia oficial de abertura será às 19 horas, com a presença de autoridades e apresentações musicais. Em seguida haverá palestra com Paulo Markum, autor de diversos livros, entre eles“Cabeza de Vaca”, e “Vlado”, sobre a morte de Vladmir Herzog. Markun foi apresentador do programa Roda Viva, da TV Cultura.

Programação – No sábado haverá uma grande palestra seguida de debate com a jornalista, escritora e pedagoga gaúcha, Matha Medeiros. Ela é autora de Strip-Tease (1985), Editora Brasiliense – São Paulo, o primeiro de seus 20 trabalhos publicados entre romances, crônicas e poesias. Com olhar atento ao universo feminino, muitas de suas publicações ganharam adaptações para o teatro e cinema como; Trem-Bala (1999), já na 9ª edição, Divã (2002), Tudo que eu queria te dizer (2007), Doidas e Santas (2008) e Fora de Mim (2010), que ganhará adaptação este ano.

Domenico de Masi se apresenta no dia 07, às 20 horas, no auditório 2 do Salão do Livro e vai palestrar sobre “A Felicidade”.Professor de Sociologia do Trabalho na Universidade La Sapienza de Roma e diretor da S3 Studium, é autor do famoso livro “O Ócio Criativo”,obra considerada revolucionaria no meio corporativo. De Masi é autor também de “Desenvolvimento sem Trabalho”, “A Emoção e a Regra” e “O Futuro do Trabalho”, que também se destacaram no universo do trabalho.

O sociólogo é o responsável pela ideia de que o descanso é um acelerador da criatividade e defende que o trabalho deve estar associado ao conceito de prazer, que as pessoas precisam utilizar seu tempo livre para relaxar e permitir que a criatividade tome conta do pensamento.

Erasmo-CarlosA apresentação de Erasmo Carlos será no dia 10, às 20 horas, também no auditório 02. O cantor ministra a palestra com o tema “Minha fama de mau”. Erasmo nasceu no Rio de Janeiro, é cantor e compositor de várias músicas famosas, como O Tremendão, Mulher, Rock in Roll e sua parceria com Roberto Carlos rendeu mais de 500 composições.

O jornalista e escritor Domingos Meireles ministra uma palestra no auditório 02, na sexta-feira, dia 11, às 19 horas. A palestra “1930 – Os Órfãos da Revolução” terá a participação especial de Flávio Tavares, autor do livro “1961 – O Golpe Derrotado”. Meireles ainda participa de uma mesa de discussões no dia 12, às 11 horas, juntamente com o jornalista Aluisio Palmar e Flávio Tavares.

O jornalista investigativo, Amaury Ribeiro Jr também é convidado do Salão do Livro e faz palestra no domingo, dia 06, quando vai ministrar uma palestra sobre “A Privataria Tucana”, no auditório 02. O jornalista já foi ganhador de três prêmios Esso; quatro Vlademir Herzog e em dezembro de 2011, lançou o livro A Privataria Tucana, onde relata um suposto esquema usado no Brasil para lavagem de dinheiro em paraísos fiscais.

Eric Nepomuceno é jornalista e escritor. Foi correspondente pelo Jornal da Tarde na Argentina e pela Veja na Espanha e México. Trabalhou na Rede Globo como editor e foi cronista do Caderno B, do Jornal do Brasil. Seus livros de contos e de não-ficção ganharam vários prêmios, inclusive o Jabuti pela tradução de autores de língua espanhola. Em 2007 lançou o livro O Massacre sobre a tragédia de Eldorado dos Carajás lhe rendeu o segundo lugar na categoria livro reportagem no Jabuti 2008. O escritor ministra palestra sobre “Garcia Marques”, no dia 13, às 20 no Salão do Livro.

Já o jornalistas Flávio Tavares foi um dos presos políticos durante a ditadura militar e, nos anos 70, ficou exilado na Argentina, se tornando correspondente dos jornais Folha de São Paulo e O Estadão. Voltou para o Brasil em 1979. Hoje vive e trabalha em Búzios/RJ. (Agência Municipal de Notícias)