PUBLICIDADE

5G em evidência: tema tem “roteado” entre os estandes da SmartCity Expo Curitiba

Além de internet em alta velocidade, a temática tem sido apresentada para utilização na área de Internet das Coisas; PTI-BR possui Centro especializado em Tecnologias Abertas e IoT. 

 

Durante a SmartCity Expo, congresso de cidades inteligentes que está acontecendo em Curitiba (PR), entre 24 e 25 de março, um tema tem estado em evidência: tecnologia 5G. O Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) está presente e tem participado de workshops, palestras e visitas técnicas que apontam a visibilidade do tema quando aplicado à área de cidades inteligentes.

“A ideia principal do evento é aproximar especialistas no tema através de painéis e palestras, bem como expor soluções voltadas para smartcities que possam ser instaladas, contratadas e validadas”, explica o engenheiro eletricista do PTI, Helder Vinícius Scherer, sobre o objetivo do evento. “Diferente de Barcelona, não vemos aqui uma variedade grande de soluções físicas expostas, porém, diferentes municípios, como São José dos Campos, Pato Branco, e até mesmo Foz, estão utilizando seus espaços para mostrar como estão lidando e evoluindo na temática junto de seus parques tecnológicos e startups”. O engenheiro ressalta ainda que entre as diferenças, há unanimidade nos estandes: o 5G em evidência.

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), parceira do Parque Tecnológico, apresentou seus cases voltadas ao 5G.Willbur de Souza, gerente do Centro de Tecnologias Abertas e IoT do PTI, conta que o que vem sendo trabalhado pela instituição, foge um pouco da visão já conhecida por telefonias. “Quando falamos em 5G, sempre pensamos em questões de telefone, celular com internet na velocidade 5G, mas a ABDI apresentou estudos e projetos em redes privativas no universo 5G, explorando mais sobre a temática, indo para a parte de Internet das Coisas, entre outras tecnologias que podem ser desenvolvidas e exploradas pela conectividade”.

Conectando pessoas à melhor qualidade de vida

Além da conectividade por 5G, o diretor técnico do PTI, Rafael Deitos, comenta sobre as conexões que estão sendo geradas no evento. “A mistura entre fabricantes de tecnologias nacionais, permeando entre os gestores públicos, prefeituras e parques tecnológicos falando de seus cases, faz com que o evento seja rico em todas as áreas das smartcities, seja em perspectiva técnica, de negócios ou gestão pública”. Já para o diretor administrativo-financeiro, Flaviano Masnik, o que mais chama atenção é a integração das tecnologias de todas as áreas, contando com uma pluralidade que resulta em uma melhora de vida à sociedade, seja na área da mobilidade, segurança pública, saúde, etc.

Para o general Eduardo Garrido, diretor superintendente do PTI, existe algo que une fortemente o Parque à Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu e a ABDI. “Eu diria que o que nos une são as pessoas. Trabalhamos juntos para proporcionar uma melhor qualidade de vida para a sociedade. Tanto a prefeitura que tem, em suas políticas públicas, a obrigação de prestar um bom serviço à população, como a ABDI que tem interesse na geração de renda e empregos, quando unidos ao PTI, que tem como propósito gerar riqueza e bem-estar à sociedade, resulta em uma unidade social”.

Créditos: PTI-BR.
Foto: Assessoria SmartCity Expo.

Facebook
Google+
Twitter