PUBLICIDADE

Ecologia na prática: gestores de educação ambiental visitam iniciativas sustentáveis no Oeste do Paraná

Em Boa Vista da Aparecida e Três Barras do Paraná, gestores puderam observar conceitos de conservação da biodiversidade e ecoturismo.

 

Os participantes da Formação Continuada para Gestores Municipais de Educação Ambiental participaram, na última sexta-feira (1º), de uma visita técnica regional, abordando conteúdos sobre ecoturismo e conservação da biodiversidade. A promoção é do Programa de Educação Ambiental da Itaipu Binacional, por meio do convênio Linha Ecológica: Educação para Sustentabilidade e Desenvolvimento Cultural do Território.

Os municípios visitados foram Boa Vista da Aparecida e Três Barras do Paraná. Em Boa Vista da Aparecida, o grupo visitou um trecho do reservatório da represa Salto Caxias, onde puderam observar na prática a importância da faixa de proteção para um reservatório.

Em Três Barras do Paraná, a visita foi ao Parque Estadual Rio Guarani, resultado concreto de uma ação de compensação ambiental. Lá, os gestores de EA tiveram uma aula sobre a importância das Unidades de Conservação. Também fizeram uma trilha interpretativa e realizaram algumas dinâmicas que poderão ser replicadas em seus municípios.

A programação incluiu, ainda, visitas a agroindústrias familiares em propriedades rurais, que produzem, de forma artesanal, suco e vinho, entre outros produtos. As propriedades visitadas adaptaram suas áreas construídas, integrando-as às paisagens naturais, mostrando que é possível diversificar a produção rural e aproveitar o potencial turístico da região. Assim, a propriedade se torna economicamente sustentável e a família permanece no campo.

Os locais visitados são definidos de acordo com as atividades da Formação e representam oportunidades de complementar os estudos. “As experiências vividas nestas formações, além de promoverem o aperfeiçoamento técnico, contribuem para uma formação integral dos educadores ambientais”, destaca Lucilei Bodaneze Rossasi, da Divisão de Educação Ambiental da Itaipu.

O gestor do convênio Linha Ecológica pelo Conselho dos Lindeiros, Mauri Schneider, destaca que o objetivo das visitas técnicas é vivenciar e contextualizar os processos formativos. “São oportunidades de conhecer algumas unidades de conservação e propriedades que produzem alimentos, e isso estimula a adoção de práticas de proteção ambiental”, destaca.

Estão programadas mais oito visitas técnicas regionais até julho de 2023. O Convênio Linha Ecológica é uma parceria entre a Itaipu Binacional e o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao lago de Itaipu.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Conselho dos Municípios Lindeiros.

Créditos: João Vanderlei/Conselho dos Municípios Lindeiros/Itaipu Binacional.

Facebook
Google+
Twitter