PUBLICIDADE

Expo 2020 Dubai: evento promovido pela Itaipu e PTI discute fomento a cidades inteligentes

Além de melhorar a relação entre governos e cidadãos, cidades inteligentes são geradoras de emprego e renda.

 

O desenvolvimento de uma indústria para apoiar o desenvolvimento de cidades inteligentes no Brasil foi o principal tema discutido no evento “Democratização do acesso à infraestrutura baseada em tecnologia para cidades inteligentes: o bairro inteligente fomentando o empreendedorismo”, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais e Parque Tecnológico Itaipu (PTI), com apoio da Itaipu Binacional, na Expo 2020 Dubai. O evento, nos Emirados Árabes, vai até 31 de março.

A Itaipu e o PTI apresentaram a experiência pioneira do bairro Vila A Inteligente, primeiro sand box do País, que é o nome dado ao espaço urbano para teste e validação de tecnologias para cidades inteligentes. Essas tecnologias são voltadas ao aprimoramento de serviços públicos e a melhorias da qualidade de vida da população, como semáforos inteligentes, economia de água e luz, veículos autônomos, entre outras.

Como os empreendedores não têm acesso a situações reais para testarem suas inovações, o sand box do Vila A Inteligente, que também conta com a parceria da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e Prefeitura de Foz do Iguaçu (PR), viabiliza esse espaço. “A Itaipu e o PTI tem buscado fomentar empresas de base tecnológica para diversificar a economia da região de Foz, gerando emprego e renda”, afirmou o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell, na abertura do evento.

Hoje, já são 15 empresas nacionais testando suas tecnologias na Vila A. A experiência de Foz serviu de referência para Recife, representada no evento pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Rafael Dubeux. Ele apresentou os resultados do Porto Digital, polo que emprega 15 mil pessoas com faturamento anual de R$ 3 bilhões e que vem se dedicando cada vez mais ao desenvolvimento de soluções para cidades inteligentes.

O evento também discutiu os desafios jurídicos que o setor enfrenta. Segundo o advogado Marcelo Bertoldi, o Marco Legal das Startups e o Marco de Ciência, Tecnologia e Inovação recentemente aprovados devem dar mais segurança aos gestores públicos para viabilizarem novos projetos nessa área. Ele acrescenta que há, ainda, potencial para avançar em plataformas que permitam a participação direta dos cidadãos, pautando os governos locais.

Também participaram do debate o secretário executivo de Desenvolvimento de Negócios do Estado de Pernambuco, Roberto de Abreu e Lima Almeida, o diretor de Negócios e Inovação do PTI, Rodrigo Régis, e a presidente do LIDE Paraná, Heloísa Garret, que atuou como mediadora.

Aproximação

Mais cedo, o LIDE promoveu um evento paralelo que também contou com a participação da Itaipu e PTI, com o objetivo de apresentar oportunidades de investimentos nos Emirados Árabes Unidos. O evento contou com a participação do embaixador do Brasil nos Emirados Árabes Unidos, Fernando Igreja, que traçou uma linha do tempo da aproximação entre o Brasil e os EAU que estão, cada vez mais, construindo um ambiente favorável para os negócios entre os dois países.

Itaipu na Expo

A Itaipu participa da Expo 2020 Dubai a convite do governo federal. A empresa preparou uma série de atrativos que lançam mão de tecnologias interativas de última geração para mostrar as interconexões entre água, biodiversidade, clima e energia, enfocando também projetos voltados à sustentabilidade da região de fronteira entre Brasil e Paraguai, com destaque para a preservação de mais de 100 mil hectares de Mata Atlântica, reconhecidos como Reserva da Biosfera.

Créditos: Rodrigo Sodré/Itaipu Binacional.

Facebook
Google+
Twitter