PUBLICIDADE

Itaipu entrega centros poliesportivos para comunidades indígenas da região

Foram beneficiadas as comunidades de Itamarã e Añetete, em Diamante D’Oeste. O projeto é resultado de convênio entre Itaipu e a Prefeitura de Diamante D’Oeste, tendo como parceiro o governo do Estado do Paraná.

 

A Itaipu Binacional fez a entrega oficial, na manhã desta sexta-feira (11), de dois centros poliesportivos para as comunidades indígenas de Itamarã e Añetete, de Diamante D’Oeste. Também foram repassados kits compostos por bolas de basquete e futebol, bombas de ar e cones de treinamento.

A cerimônia ocorreu na Escola Estadual Indígena Araju Porã, em Itamarã, e contou com a presença do diretor de Coordenação da binacional, general Luiz Felipe Carbonell, representando o diretor-geral brasileiro, almirante Anatalicio Risden Junior; do prefeito de Diamante D’Oeste, Guilherme Pivatto Junior; do chefe do Núcleo Regional de Ensino de Toledo, José Carlos Pereira Guimarães; caciques e membros das duas comunidades.

O projeto é resultado de convênio entre Itaipu Binacional e a Prefeitura de Diamante D’Oeste, tendo como parceiro o governo do Estado do Paraná – que cedeu o projeto executivo da obra, dentro do programa Arena Meu Campinho.

Cada centro poliesportivo é composto de um campo de futebol society, com grama sintética, meia quadra de basquete, iluminação LED, alambrados e arquibancadas. O investimento de Itaipu foi de R$ 910 mil. As estruturas já estão prontas e disponíveis para os jovens da comunidade avá-guarani que vivem nas duas aldeias.

O diretor de Coordenação de Itaipu disse que a implantação das quadras poliesportivas irá proporcionar melhor qualidade de vida e maior interação da comunidade, especialmente entre os jovens, que terão um espaço adequado para a prática esportiva.

Carbonell mencionou outras parcerias de Itaipu para beneficiar a comunidade indígena, como melhoria na infraestrutura das escolas e a reforma no posto médico de Itamarã, em fase de desenvolvimento. “Eu diria que a maior satisfação que nós temos é ver que os recursos destinados às aldeias estão sendo bem administrados, estão sendo empregados exatamente naquilo que é importante para a comunidade, com resultados visíveis”, disse.

O cacique do Itamarã, Cipriano Alves, agradeceu o apoio de Itaipu e lembrou que as quadras eram uma reivindicação há muito aguardada pela comunidade. “É um investimento importante porque valoriza e estimula a participação dos jovens no esporte. Muitas vezes, eles jogavam bola no chão batido. Agora vai facilitar, dar mais conforto e segurança aos jovens”, disse ele. A comunidade abriga atualmente 72 famílias e aproximadamente 190 pessoas.

Na aldeia Añetete, são 92 famílias e cerca de 420 pessoas. O cacique João Alves observou que, além de incentivar a prática esportiva, as quadras ajudam no desafio de manter os alunos nas escolas. A evasão escolar é uma das grandes preocupações da comunidade. “Estamos pensando no futuro dessa geração.”

Para o diretor da Araju Porã, Mauro Dietrich, investimentos em infraestrutura e o estímulo a atividades esportivas trazem benefícios que vão além do portão da escola. “Todas essas ações são de suma importância para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, afirmou.

Mesmo antes da inauguração, o campo de futebol Society do Itamarã já estava sendo usado. “Estão adorando, as crianças sentiam falta de uma estrutura como essa”, disse Angelina Rocha, mãe de Cristiano, 6 anos, e Regina, de 2 anos.

Sustentabilidade nas Comunidades Indígenas

A entrega das quadras poliesportivas integra o rol de ações desenvolvidas pela Itaipu dentro do projeto Sustentabilidade nas Comunidades Indígenas, que visa a melhoria de qualidade de vida nas três aldeias da região que têm apoio de Itaipu: Itamarã e Añetete, em Diamante D’Oeste, e Ocoy, em São Miguel do Iguaçu.

Juntas, as três aldeias (ou tekohas, na linguagem guarani) reúnem hoje cerca de 340 famílias e mais de 1,5 mil indígenas. As ações do programa foram organizadas em quatro eixos: infraestrutura, produção agropecuária, segurança alimentar e nutricional e promoção cultural. A Itaipu presta apoio financeiro e de recursos humanos por meio de convênios com as prefeituras, Associações de Pais Mestres (APMs) e de funcionários dos colégios indígenas.

Créditos: Sara Cheida/Itaipu Binacional.

Facebook
Google+
Twitter