PUBLICIDADE

Stac, incubada no PTI, conquista os dois primeiros lugares em desafio da Embrapa

Durante o InovaAvi, os membros da startup contaram com um padrinho da Embrapa e com o suporte da Incubadora IncTech de Chapecó, que fez o acompanhamento da trilha do trabalho de todos os projetos.”Todo esse trajeto, bem como o acesso ao time de especialistas da Embrapa, fortaleceu nossos projetos, com grande potencial para estabelecer uma cooperação técnica para o desenvolvimento de soluções voltadas à avicultura”, considera Mahuan.

Ser uma empresa incubada no PTI, segundo ele, foi fundamental para as conquistas da Stac. “Só tivemos a oportunidade de participar e conquistar as duas primeiras classificações no evento justamente pela trajetória já percorrida junto à Incubadora do PTI, que sempre nos auxiliou no desenvolvimento e aprimoramento de nossas soluções, e nos preparou para este momento”, destaca o sócio-proprietário da startup.

“O fomento do Parque Tecnológico em relação àainovação e novos negócios, com o objetivo de gerar desenvolvimento, riqueza e bem-estar especialmente para a nossa região, começa com as empresas incubadas no PTI, que recebem todo o suporte colocar em prática seus projetos e obter grandes conquistas. A Stac é uma empresa incubada que está presente em nosso ecossistema e tem se destacado”, salienta o diretor superintendente do PTI, general Eduardo Garrido.

Além de já estar classificada para a próxima edição do “Pontes para a Inovação”, em que terão a chance de conectar-se com investidores, aceleradores, parceiros e potenciais clientes, a Stac também recebeu como prêmio do InovaAvi acesso ilimitado aos cursos da Academia da Avicultura por um ano e mentoria com especialistas em agronegócio, tecnologia e negócios.

Sobre a Stac e suas soluções

Os empreendedores da Stac chegaram em 2016 à Incubadora do PTI com apenas a ideia do negócio. Eles entraram para o processo de pré-incubação e, em um ano, formalizaram a empresa.

As soluções da startup para aprimorar os resultados da produção aviária já chamaram a atenção de importantes atores do setor, como é o caso da cooperativa Copagril, que assinou em fevereiro deste ano um contrato com a Stac para a disponibilização da tecnologia em benefício de seus associados.

A solução ganhadora do InovaAvi, o Stac Robot é um robô autônomo multipropósito, que possui sensores e inteligência embarcada para estimular a movimentação das aves, visando a melhoria do ganho de peso médio diário e a redução da condenação por contaminação durante o abate, resultando em maior rentabilidade para o produtor e agroindústria. O projeto está sendo desenvolvido em parceria com o laboratório de Internet das Coisas (IoT) da Universidade Estadual do Paraná (Unioeste).

Já o AveStac PRO é uma solução que tem como objetivo auxiliar o produtor na tomada de decisão e no manejo de seus aviários, a partir da utilização de dispositivos IoT que realizam o monitoramento em tempo real das informações relacionadas ao ambiente e produtividade. Os dados do AveStac PRO dão suporte a cooperativas e empresas do setor privado em seus planejamentos estratégicos, com base nas informações de cada um de seus integrantes, reduzindo, assim, custos e otimizando processos.

Mais informações sobre a startup e seus produtos podem ser obtidas no site: https://agrostac.com.br/

Foto: Arquivo Stac.

Facebook
Google+
Twitter