PUBLICIDADE

Foz do Iguaçu registra o terceiro índice de geração de empregos no Paraná em dezembro

Dados divulgados pelo Ministério da Economia nesta quinta-feira (28) reforçam retomada da economia no município

Pelo quarto mês consecutivo, Foz do Iguaçu registrou um saldo positivo na geração de empregos, aponta o novo levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgado nesta quinta-feira (28) pelo Ministério da Economia. No mês de dezembro foram efetuadas 2.409 admissões e 2.032 desligamentos, perdendo em um saldo positivo com a criação de 377 vagas.

A alta na geração de empregos no município é puxada principalmente pelo setor de serviços, que inclui a hotelaria e os atrativos turísticos. No mês de dezembro o setor criou 270 novas oportunidades de trabalho na cidade. O comércio também apresentou reflexos da recuperação econômica com o acréscimo de 107 vagas.

Entre os municípios paranaenses, Foz obtido o melhor índice de geração de empregos no estado do Paraná, ficando atrás apenas de Matinhos (618) e Guaratuba (510). Em outras cidades, com população acima de 200 mil habitantes, os saldos no período negativo, é o caso de Curitiba (-3.455), Cascavel (-198), Maringá (-508) e Londrina (-477), por exemplo.

“Essa retomada das contratações é devido a uma série de ações que o prefeito Chico Brasileiro vem tomando. Temos que comemorar esse saldo positivo e trabalhar para, cada vez mais, termos uma retomada econômica. Temos certeza que esta retomada tende a ser ainda melhor ”, avalia o Diretor de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico, Luciano José Castilha.

Entre as medidas adotadas para facilitar os processos de contratações estão parcerias firmadas com empresas e a oferta de qualificações para os profissionais em busca de recolocação no mercado de trabalho.

Retomada do turismo

Entre setembro e dezembro, foram topos 2.221 novas oportunidades de trabalho em Foz do Iguaçu. No acumulado do ano em 2020, a cidade, que foi uma das mais afetadas pela pandemia causada pelo coronavírus, ainda registra redução de 4.463 vagas.

Os empresários do setor do turismo geram uma rápida retomada da economia com o avanço da vacinação no mundo. A expectativa é que o fluxo de turistas continue aumentando no município nos próximos meses, gerando a necessidade de novas contratações. “A partir de julho, já com parte da população mundial vacinada, haverá uma retomada mais importante, porque Foz e parte da economia dependente dos visitantes dos cinco continentes, consumidores de seus serviços”, avaliou o presidente do Fundo Iguaçu, Enio Eidt.

Diversidade econômica

Outros segmentos também já apresentam apresentação de recuperação econômica em Foz. “Além do setor do turismo, outros setores têm procurado à Agência do Trabalhador. É o caso da construção civil, que está aquecido, e o comércio em geral, que tem vagas distribuídas principalmente nos bairros ”, acrescenta Castilha.

A busca pela diversificação da economia é uma das metas nomeados pelo prefeito Chico Brasileiro. Entre as estratégias adotadas está o trabalho desenvolvido para transformar a cidade em um grande centro comercial, com uma atração de lojas francas, as duty free, reguladas pelo governo federal para as cidades-gêmeas. Atualmente o município já tem uma em funcionamento e está em processo de regularização para inauguração de outras três.

O prefeito pretende também diversificar o perfil das empresas aprovadas no distrito industrial, para transformar Foz do Iguaçu em um hub de distribuição de produtos para a América do Sul.

 

Facebook
Google+
Twitter