PUBLICIDADE

PTI-BR coopera na implementação de microrrede que amplia a segurança elétrica em área rural

O Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR) está investindo cada vez mais em projetos inovadores e iniciativas que geram qualidade de vida.

 

Pensando nesse objetivo, o PTI-BR em parceria com a Itaipu Binacional, o CIBiogás e a Copel, há 3 anos, participa do desenvolvimento de um projeto para a implementação de microrrede na Granja Colombari, em São Miguel do Iguaçu, que tem sido um case de sucesso.

A microrrede é um sistema elétrico que possui tecnologia de geração distribuída, armazenamento de energia e controle de cargas, que podem operar conectados ou ilhados da rede principal.

A parceria desenvolvida na Granja Colombari é pioneira em geração de energia. Ela produz eletricidade a partir do biogás oriundo de resíduos de suínos. Hoje, o local consegue produzir 900 kWh/dia, permitindo maior estabilidade na produção local a partir do armazenamento de energia.

“O trabalho desenvolvido permitiu aumentar a segurança energética do sistema. Em regiões rurais podem existir instabilidades que geram potenciais interrupções transitórias de energia. Implementamos uma solução que conseguiu mitigar esses efeitos, permitindo a continuidade no fornecimento em situações onde a rede principal não está presente”, explicou o engenheiro eletricista do Centro de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos do PTI-BR, Dabit Sonoda.

De acordo com Sonoda, o know how obtido pela experiência no projeto ajudará futuramente em outros empreendimentos. “A solução que foi desenvolvida na Granja Colombari tem potencial para ser utilizada em outros contextos e locais. Por exemplo, onde há uma cadeia produtiva que precisa manter o fornecimento de energia para não haver prejuízo”, explicou.

Inovação com sustentabilidade

Para o diretor técnico do PTI-BR, Rafael Deitos, o Parque Tecnológico tem vasta experiência em projetos no setor elétrico e pretende investir ainda mais em iniciativas inovadoras e sustentáveis.

“O Parque possui infraestrutura e equipe técnica qualificada para o desenvolvimento de soluções de controle, monitoramento e execução para o setor elétrico. Além da experiência real, foi possível também testar em laboratório como essa microrrede suportaria condições adversas, graças a um simulador digital que, em tempo real, é capaz de executar testes que apresentam elevado grau de fidelidade às condições reais, disse.

Créditos: PTI / Alexandre Marchetti

Facebook
Google+
Twitter