Itaipu comemora na área Técnica marca histórica dos 2,7 bilhões de MWh

A celebração será no hall do Edifício da Produção, casa da atividade-fim da usina.

 

A usina de Itaipu comemora nesta sexta-feira, 14, no hall do Edifício de Produção, a marca de 2,7 bilhões de megawatts-hora. A data será celebrada com a participação toda a diretoria, formada por brasileiros e paraguaios, e outras 350 pessoas, a maioria empregados da área técnica, responsável pela atividade-fim da usina, que é gerar energia. A cerimônia está marcada para ter início às 9h30.

Além da Técnica, a solenidade reunirá dez pessoas das demais diretorias de Itaipu e dois aposentados da binacional. São pessoas que ajudaram ou contribuem para a usina bater recorde com eletricidade limpa e renovável. Quanto mais Itaipu gera, menos o governo precisa acionar termoelétricas, que é uma energia mais cara.

Logo depois do pronunciamento dos diretores, general Joaquim Silva e Luna e Ernst Ferdinand Bergen Schmidt, brasileiro e paraguaio, respectivamente, o diretor técnico executivo, Celso Torino, falará sobre os índices da usina. Em seguida, haverá descerramento de uma placa comemorativa e coletiva à imprensa.

A pauta segue à tarde, no PTI. Das 13h às 15h, haverá visita ao Núcleo de Inteligência Territorial (NIT), Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb) e Laboratório de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos (Lasse)

 

Produção

Os 2,7 bilhões de energia acumulada desde o início da operação de Itaipu, em maio de 1984, poderiam iluminar todo o planeta por 43 dias.

Hoje, Itaipu é responsável por atender quase 15% do mercado brasileiro de energia elétrica e 93% do Paraguai. Os 2,7 bilhões de MWh produzidos ao longo de 35 anos e nove meses de operação seriam suficientes para abastecer todo o planeta por 43 dias.

Também seria possível suprir o Brasil por cinco anos e nove meses; o Paraguai, por 190 anos; o Estado de São Paulo, por 20 anos; o Estado do Paraná, por 86 anos; a cidade de São Paulo, por 99 anos; a cidade do Rio de Janeiro, por 155 anos, ou outras 4.657 cidades com porte similar ao de Foz do Iguaçu, por um ano.

Foto: Alexandre Marchetti

Likes:
0 0
Views:
103
Article Categories:
Notícias & Releases

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.